GUARDA DE DOCUMENTOS ELETRÔNICOS (Edição 17 – Ano 1_2017)

Com o avanço das tecnologias (era digital), da exigência de emissão de NF Eletrônica e de outras obrigações na esfera do SPED Fiscal, EFD, ECF, ECD e etc., muito se tem questionado como deve ser a guarda dessas informações. Dúvida esta, muito presente entre os profissionais da contabilidade, que segue comentada aqui como “Guarda de Documentos Eletrônicos”.

Guarda de Documentos Eletrônicos

Procuramos neste trabalho fazer uma abordagem especificamente técnica, com o propósito de reforçar conceitos e esclarecer algumas dúvidas, porém o assunto não se esgota com a nossa pequena pesquisa.

Conceito e Importância

Vivemos no mundo digital e muitos contribuintes não assimilaram ainda que o documento fiscal deixou de ser a “via fixa” do talão de notas ou do formulário contínuo, passando a ser substituído pelo arquivo XML.

Portanto, primeiramente, salientamos que os “documentos fiscais eletrônicos” são os arquivos XML e não os papéis impressos. Uma breve descrição:

O XML é uma sigla para “Extensible Markup Language” que se trata de um formato para demarcação de linguagem que é utilizado tanto na internet quanto em outras aplicações digitais.

Assim, dentre elas estão: a emissão de Notas Fiscais Eletrônicas (NF-e), Cartas de Correção Eletrônicas (CC-e), Conhecimento de Transportes Eletrônicos (CT-e), Notas Fiscais de Serviços Eletrônicas (NFS-e).

Visando fundamentar a importância do tema, não poderíamos deixar de mencionar a Lei 8.137 de 27.12.1990 do Código Tributário Nacional, que em seu artigo 1º, inciso V, estabelece o seguinte: “Constitui crime contra a ordem tributária (…) negar ou deixar de fornecer, quando obrigatório, nota fiscal ou documento equivalente, relativa a venda de mercadoria ou prestação de serviço, efetivamente realizada, ou fornecê-la em desacordo com a legislação.”.

Sendo assim, a falta dos documentos eletrônicos, que comprovem as operações registradas no fiscal e na contabilidade, podem trazer sérias consequências para a empresa.

Dessa forma, visando a manutenção dos documentos eletrônicos, importante frisar, que os contribuintes foquem em segurança e organização, de modo a permitir apresentação dos arquivos à fiscalização, caso solicitado, assim como favorecer ao bom funcionamento das operações na empresa e o ambiente de controles internos.

DM 30 anos

Erni Dickel
Sócio Responsável Técnico
DICKEL e MAFFI – Auditoria e Consultoria SS

(…) Para acessar o conteúdo integral deste informativo, siga as orientações a seguir:

JÁ É NOSSO CLIENTE?

Para ler este conteúdo na íntegra, acesse o Portal do Cliente e acesse a Pasta SECRETARIA. Você vai encontrar esta e todas as demais Edições anteriores.


AINDA NÃO É NOSSO CLIENTE?

Para ler o conteúdo na íntegra, envie sua solicitação para este e-mail e faça seu Cadastro da News para receber as próximas Edições completas.


Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: