EVENTOS SUBSEQUENTES – Parte 2/2 (Edição 25 – Ano 1_2017)

PARTE 2

Retomando o assunto tratado parcialmente no boletim anterior, lembramos que evento subsequente é aquele evento, favorável ou desfavorável, que ocorre entre a data final do período a que se referem as demonstrações contábeis e a data na qual é autorizada a emissão dessas demonstrações, e que esses eventos podem requerer ajustes contábeis ou divulgações em notas explicativas.

Exemplos de eventos subsequentes que implicam em ajustes contábeis:

a) A cooperativa foi notificada em data posterior ao final do exercício e antes da divulgação das demonstrações contábeis em relação a um tributo que não vinha apurando e também não possuía provisão para cobertura, mas era de seu conhecimento que se tratava de um valor devido. Nesse caso, logicamente, deveria ter reconhecido contabilmente a obrigação ou ao menos constituído uma provisão contábil. Ainda, a depender do período que retroagir a notificação, poderá implicar em retificação de erro com ajustes nas demonstrações do exercício anterior apresentadas para os fins de comparabilidade, além do ajuste contábil no resultado do exercício a que se refere as demonstrações que estão sendo preparadas;

b) A movimentação dos grãos de uma determinada unidade de armazenamento em data posterior ao final do exercício mas antes da divulgação das demonstrações contábeis revelou que existia uma sobra de produto em montante significativo. Em razão da cooperativa não adotar a prática de conferência dos estoques os saldos na data base não foram aferidos, mas poderiam ter sido mediante aplicação de procedimentos tecnicamente viáveis. Nesse caso, poderia ser questionado se a distorção não resulta da movimentação de grãos de diversos exercícios passados, mas como não se tem elementos para mensurar os eventuais montantes de períodos anteriores ao que se refere as demonstrações que estão sendo preparadas, o ajuste terá que ser suportado exclusivamente pelo resultado desse exercício;

c) Na realização do trabalho de auditoria sobre as demonstrações que já se encontravam elaboradas foi constatado que havia um problema na apuração das bases de cálculo do imposto de renda e da contribuição social. O recálculo revelou que os valores devidos eram bem inferiores aos que haviam sido apurados e registrados. Nesse caso, os valores contabilizados devem ser ajustados aos valores devidos.

Exemplos de eventos subsequentes que requerem apenas divulgação:

a) Em data posterior ao final do exercício mas antes de divulgadas as demonstrações contábeis ocorreu um sinistro que causou danos materiais significativos e apesar de existir seguro para cobertura das perdas haverá implicações nas operações, isso porque projeta-se um longo período para recuperação das estruturas físicas. Nesse caso, mesmo que não houvesse seguro para cobertura não caberia ajuste contábil nas demonstrações contábeis, mas certamente requer a divulgação nas notas explicativas;

b) No mesmo período do exemplo anterior, ocorreu um efeito relevante em razão do comportamento do preço de um determinado produto agrícola que se encontrava na data do balanço com uma posição “descasada”, ou seja: (continua)…

DM 30 anos

Erni Dickel
Sócio Responsável Técnico
DICKEL e MAFFI – Auditoria e Consultoria SS

(…) Para acessar o conteúdo integral deste informativo, siga as orientações a seguir:

JÁ É NOSSO CLIENTE?

Para ler este conteúdo na íntegra, acesse o Portal do Cliente e acesse a Pasta SECRETARIA. Você vai encontrar esta e todas as demais Edições anteriores.


AINDA NÃO É NOSSO CLIENTE?

Para ler o conteúdo na íntegra, envie sua solicitação para este e-mail e faça seu Cadastro da News para receber as próximas Edições completas.


Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: